Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ao Encontro dos nossos oradores - A01 - José Pacheco Pereira

documentado por encontrosdocumentais, em 16.01.17

O primeiro orador dos Encontros Documentais 2017 é José Pacheco Pereira, ilustre docente universitário e historiador; notabilizado pela sua atividade política e cívica no Portugal democrático. É da sua autoria, por ser um coleccionador compulsivo, a construção do Arquivo EPHEMERA. O arquivo de José Pacheco Pereira pretende retratar a vida política contemporânea de Portugal e de vários outros países nos últimos 200 anos. Para além de milhares de livros, revistas e documentos inclui uma colecção única de centenas de objectos essencialmente ligados à propaganda dos partidos políticos e a inúmeras manifestações que decorreram no país e no estrangeiro.

pacheco pereira.jpg

José Pacheco Pereira

EPHEMERA

Tem como objetivo divulgar materiais da biblioteca e arquivo pessoais de José Pacheco Pereira, em particular dos diferentes espólios, doações, ofertas e aquisições que deles fazem parte. Na medida do possível, do tempo e das circunstâncias, todos estes materiais estão acessíveis aos investigadores que deles necessitem para o seu estudo e trabalho, nos condicionalismos normais de uma biblioteca e arquivos privados. Dada a dimensão e qualidade de alguns dos materiais, em particular as espécies únicas e as coleções especializadas inexistentes em bibliotecas e arquivos públicos, o objetivo, a prazo, é tornar disponível a todos, este acervo.

Nota Biográfica e Curricular

Nasceu no Porto, na Rua de Santos Pousada, duma família de classe média, porém com raízes aristocratas que remontam à Idade Média. Neto do pintor Gonçalo Pacheco Pereira, filho de Álvaro Gonçalo de Lima Pacheco Pereira (Porto, Bonfim/Cedofeita, 4 de Agosto de 1921 - 5 de Maio de 2012), cuja avó paterna era Espanhola, licenciado em Ciências Histórico-Filosóficas pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, professor de História e Filosofia do ensino secundário, descendente por bastardia dos Senhores de Aveloso, Senhores do Préstimo e Alcaides-Mor de Vila de Rei; e de sua mulher (casados no Porto, Bonfim, Igreja de Nossa Senhora da Conceição, 20 de Março de 1948) Maria Celina Machado (Porto, Bonfim, 5 de Julho de 1920/1 - Porto, Vitória, 17 de Junho de 1996/7), funcionária pública. É irmão de Beatriz Pacheco Pereira e cunhado de Mário Dorminsky.

Licenciou-se em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto em 1978. Já tinha aí obtido o bacharelato em 1971. Iniciou então a sua carreira como professor do ensino secundário, que acumularia com uma intensa colaboração nos meios de comunicação social. Licenciado também em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa com um MBA pela Boston University School of Management.

Pacheco Pereira recolheu, classificou, organizou e estudou de forma sistemática documentação sobre a vida política portuguesa, tendo lançado a revista Estudos sobre o comunismo: Boletim de estudos interdisciplinares sobre o comunismo e os movimentos comunistas (inspirada pela revista Communisme, de Annie Kriegel e Stéphane Courtois) em 1983. Foi diretor da revista, de cujo conselho de redação faziam parte, para além do próprio Pacheco Pereira, Fernando Rosas, Rogério Rodrigues, Maria Goretti Matias, António Moreira, José Alexandre Magro («Ramiro da Costa») e Manuel Sertório.

É ainda docente no ISCTE — Instituto Universitário de Lisboa, tendo também sido docente na Universidade Autónoma de Lisboa.

É colaborador regular da imprensa escrita. Actualmente é cronista do jornal "Público" e da revista "Sábado", tendo sido no passado colaborador do "Semanário" e do "Diário de Notícias". Também é comentador político na televisão, nomeadamente na Quadratura do Círculo, na SIC Notícias, programa que sucedeu ao Flashback da TSF, tendo na década de 1990 participado no programa Viva a Liberdade! da SIC, juntamente com Miguel Sousa Tavares e António Barreto. Também participou, em 2008, no programa Minuto a minuto, do Rádio Clube e faz actualmente o programa Ponto/Contraponto na SIC Notícias, um programa de comentários sobre comunicação social, media, jornais, rádios, blogues, livros e televisão. Na blogosfera, assina os blogues Abrupto, Estudos sobre o Comunismo e Ephemera.

A 9 de Junho de 2005 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade pelo então Presidente da República Jorge Sampaio.

Reside na Marmeleira, em Rio Maior. A sua biblioteca, com cerca de 110 000 títulos, é possivelmente a maior biblioteca privada portuguesa e Pacheco Pereira está a estudar a possibilidade de a converter numa fundação.

https://ephemerajpp.com

https://www.facebook.com/ArquivoEphemera

http://www.sabado.pt/vida/detalhe/pacheco_pereira_lanca_site_baseado_no_seu_arquivo_pessoal.html

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Depósito

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D